IMPLACÁVEL É OGUM


                                                                OGUM






PARTICIPAÇÃO ESPECIAL :

PAI ÉLCIO DE OXALÁ


IMPLACÁVEL É 

OGUM

                                              
( PAULINHO CUÍCA /NATÁLIA )

OGUM É MEU PAI...OGUM !
OGUM É MEU PROTETOR
NA MINHA CABEÇA QUEM REINA É OGUM DO IRÊ
OGUM DE RONDA,OGUM MEGÊ

OGUM...MAIOR GUERREIRO QUE JÁ EXISTIU
NAS BATALHAS DA TERRA,NAS BATALHAS DO CÉU
OGUM...VAI BOTANDO INIMIGO NA PONTA DO AÇO
IMPLACÁVEL É OGUM,É QUEM GUIA MEUS PASSOS

EU BATO CABEÇA,EU BATO TAMBOR
EU LEVO OFERENDA PRA OGUM MEU SENHOR
EU NÃO TENHO TEMOR À PERIGO ALGUM
EH! PATA CORI ! EH! PATA CORI !...OLHA AÍ OGUM







HISTÓRIA DA MÚSICA:
   
No Réveillon de 2006 eu aceitei o convite do meu parceiro Emerson Urso pra passar  junto com ele na casa de seus familiares na cidade de São Pedro, daí eu fui em com minha companheira nesta época, chegando lá encontrei com meu outro parceiro Willian Nazário, me lembro bem que no intervalo de nossos momentos de criação, me reservei com minha companheira e neste momento me veio esta primeira em melodia e letra muito forte, pensei logo em compartilhar com meus parceiros mas estes no entanto me disseram que não conheciam o tema, e assim escrevi num  papel e o guardei comigo, meses depois em minha casa me vi diante deste mesmo papel incrível foi eu ter me lembrado da melodia a ao ler as frases( pois já perdi muito samba desta forma), na mesma hora me veio o restante da letra mas depois de lapidar a melodia e letra parei na ultima frase, não achava nada pra fechar a música, pensei em palavras em yorubá foi quando perguntei a a Natália que estava trançando o cabelo de sua irmã,e quando ela terminou e sua irmã foi embora ela me deu atenção dizendo algumas saudações pra este orixá, claro que eu já as conhecia mas não tinha pensado em saudações ainda, e uma que ela falou encaixou perfeitamente com a letra e melodia "Pata-Cori", eu só complementei com o restante "Eh! Pata Cori ! Eh! Pata Cori! olha aí Ogum!" .O que me deixa intrigado até hoje é que me pareceu que este Orixá realmente queria que esta música fosse em parceria com Natália sendo assim uma mensagem e lição de vida , pois antes de terminá-la eu havia pensado em outros parceiros pra fechar esta música que teve inicio em companhia dela (que hoje é só a mãe de meu filho e parceira de música e nada mais), e no final apenas com uma palavra virou minha parceira,depois desta também fiz outra com ela, mas essa é uma outra história.






TRADUÇÃO DE PALAVRAS USADAS NA LETRA:

Ogum do Irê: ou Ogum Onirê , qualidade de Ogum que leva o nome da cidade "Irê" a mesma que tomou para seu reino mas não veio a governar por tornar-se Orixá.

Ogum de Ronda: Nome comum dentro da Umbanda  que é uma qualidade de Ogum dentro da nação de Angola,também chamado de Kifumbi Kijetu, o Guerreiro das Rondas.

Ogum Megê:  qualidade de Ogum ,muito falada e cantada na Umbanda , junto com o de Ronda, Beira Mar,Yara,Rompe Mato,Sete Estrelas, Matinata e outros.

Patacori: ou Patakiori , Pataki(principal) + Ori( cabeça) "muita honra em ter o mais importante dignatário em minha cabeça", " Salve o grande guerreiro dono de minha cabeça" e assim vai..,em cada nação tem uma tradução diferente.

"OGUM VAI BOTANDO INIMIGO NA PONTA DO AÇO,IMPLACÁVEL É OGUM,É QUEM GUIA MEUS PASSOS" Pois é! os nossos maiores inimigos se encontram em nosso subconsciente : a vaidade, hipocrisia, a cobiça, a mentira,a ambição excessiva, a inveja , etc, e quando se consegue dominar,vencer esses inimigos internos nenhum inimigo externo nos fará frente,poderá nos derrotar; Assim é Ogum que venceu e sempre vencerá todos os seus inimigos por exterminar primeiro os de seu interior desta forma jamais foi derrotado pois seus inimigos não encontravam" fraquezas aliadas" em seu interior , conflitos com outros Orixás haviam sim mas neste caso a luta sempre terminou em empate, justamente pro isso que ele se tornou Orixá, já nós ,simples mortais e errôneos como somos pedimos a ele que nos ajude a vencer os nossos com inteligência ,determinação.